Andradina

PARQUE DA ANTIGA EXPOAN ESTÁ EM RUÍNAS: SINDICATO ELEGE NOVA DIRETORIA DIA 12

O Sindicato Rural de Andradina precisa provar sua utilidade. Do contrário vai fechar as portas. Não consegui cuidar de seu maior patrimônio: as instalações da antiga Expoan.
O candidato a presidente do Sindicato Rural de Andradina, Carlos Bisneto, empresário dono da Procampo, uma empresa de assessoria e comércio junto aos agricultores e pecuaristas, vem fazendo sua campanha e mostrando como a entidade está desleixada com seu patrimônio mais importante e relevante.
No terreno na antiga Expoan, a situação é crítica. As condições de abandono das instalações, localizadas no bairro Santa Cecília, revoltam os associados que realizaram durante anos, uma das mais atraentes exposições agropecuárias da região Noroeste.
Barracões, palco, instalações elétricas, currais, baias, tudo está em ruínas. Bisneto vem se dedicando a um discurso de união dos produtores rurais para mudar o rumo do Sindicato. Assim como ocorreu com outros sindicatos da região, o de Andradina precisa se modernizar. Os Sindicatos do formato arcaico como o de Andradina, que não cresceu e parou no tempo, ainda se fundamenta em fazer escritas de associados e oferecer alguns convênios de assistência na área da saúde. Administram os cursos do SENAR, mas se apropriaram de uma alternativa rentável do sistema “S” sem qual já teria fechado as portas.
Na legislação atual a contribuição sindical não é obrigatória. Para continuar recebendo dos associados, a entidade terá que mostrar serviço e ser importante para os produtores rurais.
Em Andradina existem três sindicatos que atuam sobre um mesmo público de sitiantes ou fazendeiros. Em alguns estados, como no Mato Grosso do Sul, o Sindicato Rural não cita mais se é de patrões, mas inclui inclusive assentados. Carlos Bisneto que é agrônomo, promete reconquistar o prestígio e a utilidade do Sindicato Rural de Andradina.