Andradina

REUNIÃO NA CÂMARA PARA FALAR DAS ENCHENTES SÓ DAQUI A 20 DIAS.

A reunião de emergência com representantes da Prefeitura, ARSAE e Águas de Andradina para falar das enchentes, vai acontecer daqui a 20 dias. E um dos motivos segundo quem convocou todos para esse encontro, o presidente da Câmara Guto Marão, não foi possível marcar uma data antes porque “muita gente está viajando”, possivelmente por causa do período de férias.
Guto Marão disse que a Câmara aprovou quase R$ 30 milhões para obras, mas que não se tem planejamento claro para onde vai o dinheiro. Ela acha que a Prefeitura deve um planejamento. Então tendo em vista as enchentes, Guto acha oportuno que a Prefietura execute cum projeto arrojado para acabar com as enchentes.
No último encontro com a Prefeitura, o engenheiro Vander Ketelhut disse que para resolver o problema pela raiz, a Prefeitura não tem dinheiro. Seriam necessários muitos milhões de reais.
“Teriam que rasgar o asfalto de ruas importantes, para fazer o alargamento da galerias pluviais, que não suportam a demanda de água. Cuidaram da ponta, existe até piscinas de contenção, mas a água da chuva não chega e continua correndo por cima da rua porque as galerias são insuficientes, ou seja, estreitas demais, antigas, e obsoleta”, afirmou Marão.
O vereador Hugo Zamboni que votou contra o projeto do endividamento, considera que os recursos serão destinados somente na construção de um novo prédio para a Prefeitura. Na lei aprovada pelos vereadores, existe a citação apenas de “outras obras”. Mas os vereadores não sabem dizer com detalhes que obras são estas porque a lei foi aprovada segundo Zamboni “como voto de confiança no prefeito Mário”.

 

Tags